ciência

Saiba quais são os sintomas da dengue e por que não baixar a guarda

17views
Febre alta é um dos sintomas iniciais da dengue (Foto: Matteo Fusco/Unsplash)

Febre alta é um dos sintomas iniciais da dengue (Foto: Matteo Fusco/Unsplash)

O Brasil está vivenciando um aumento no número de casos de dengue em 2022. Até o último dia 2 de abril, foram contabilizados 323.900 casos prováveis da doença, uma alta de 85,6% em relação ao mesmo período de 2021, segundo o Boletim Epidemiológico de arboviroses da 13ª semana do ano, emitido pelo  Ministério da Saúde.

Entre as regiões, a Centro-Oeste é a mais afetada, com 648 casos a cada 100 mil habitantes, seguida por Sul (198,6 casos/100 mil hab.), Norte (127,8 casos/100 mil hab.), Sudeste (106,2 casos/100 mil hab.) e Nordeste (62,4 casos/100 mil hab.)

Até a data analisada, 79 pessoas haviam morrido vítimas da doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Para o infectologista Alberto Chebabo, do grupo de saúde privado Dasa, os números são alarmantes. “A dengue é uma preocupação para esse ano e para o próximo verão. Medidas de controle do vetor foram abandonadas e a transmissão tem se mostrado intensa em várias regiões do país”, declarou, em bota enviada à imprensa.

O mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue (Foto: Muhammad Mahdi Karim / Wikimedia Commons)

O mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue (Foto: Muhammad Mahdi Karim / Wikimedia Commons)

Segundo o protocolo oficial do Ministério da Saúde, a dengue “é doença única, dinâmica e sistêmica, de amplo espectro clínico”. E assim como a Covid-19, por exemplo, ela pode ou não apresentar sintomas, muitas vezes passando despercebida, ou evoluir para casos graves e até a morte.

Por isso, a recomendação é que a população dê atenção maior aos métodos de prevenção da doença — que, na pandemia, foram abandonados por parte da população. O principal deles é impedir a proliferação do mosquito, que deposita suas larvas em pontos de água parada como vasos de planta e recipientes descartados.

Principais sintomas

A primeira manifestação da dengue em adultos costuma ser febre alta (entre 39ºC e 40ºC), que pode vir associada a dor de cabeça, dores musculares e cansaço – daí a semelhança com gripe, Covid-19 e outras doenças infecciosas. Também pode causar vermelhidão na pele e coceira. Sintomas menos comuns são náusea, vômito e diarreia.

A fase febril costuma arrefecer a partir do terceiro dia. Daí podem aparecer alguns sinais de alerta que indicam uma piora clínica: sangramentos nasal, gengival e vaginal, além de rompimento dos vasos superficiais da pele.

Caso o quadro evolua para grave, a pessoa pode apresentar complicações como alterações neurológicas (delírio, sono, depressão, demência, psicose, amnésia e coma), problemas cardiorrespiratórios, insuficiência hepática, hemorragia digestiva e derrame pleural.

Por fim, a dengue pode levar a um quadro de choque. Isso ocorre devido ao extravasamento do plasma, que pode causar desconforto respiratório, sangramentos graves e disfunções em órgãos como coração, pulmões, rins, fígado e sistema nervoso central. Esse choque pode levar à morte em um período de 12h a 24h ou a uma rápida recuperação após terapia apropriada.

Diagnóstico e tratamento

Diante da gravidade das complicações, é imprescindível buscar atendimento médico aos primeiros sintomas da dengue. O diagnóstico é feito por exame laboratorial.

Ainda não existe tratamento específico para a doença. Sob orientação médica, recomenda-se beber água para evitar a desidratação e combater a febre e as dores com medicamentos. É contraindicado o uso de remédios antitérmicos que contenham ácido acetilsalicílico (como a aspirina) e anti-inflamatórios, pois eles interferem na coagulação sanguínea.

Além disso, existe uma vacina única, aprovada pela Anvisa em 2015, chamada Dengvaxia. Ela é indicada para prevenir a doença em seus quatro tipos de vírus (1, 2, 3 e 4) em pessoas de 9 a 45 anos residentes em áreas endêmicas. Está disponível somente em clínicas particulares e deve ser aplicada em três doses com seis meses de intervalo.